Seminário termina com propostas para redução de mortes e acidentes entre motociclistas

sem d21

Seminário termina com propostas para redução de mortes e acidentes entre motociclistas

Realizado no Ministério da Infraestrutura, encontro reuniu sociedade civil organizada, autoridades, servidores e instituições do setor

sem d21

Terminou nesta terça-feira (3), em Brasília, o segundo e último dia do Seminário de Segurança Viária – “Vida sobre duas rodas”. O encontro promovido pelo Ministério da Infraestrutura, por meio do Denatran, reuniu especialistas para debater soluções que contribuam para a redução do número de mortes e acidentes entre motociclistas. Ao final, foi entregue ao Denatran uma “Carta de Intenções”, que propõe soluções, de curto, médio e longo prazo, para a redução dos acidentes e mortes entre motociclistas. O documento será apresentado e debatido na próxima reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). 

O encontro teve início na segunda-feira (2), na sede do Detran-DF, onde representantes da sociedade civil organizada, autoridades, servidores e instituições do setor debateram propostas dentro de cada um dos cinco eixos temáticos para o trânsito: Educação para o Trânsito; Fiscalização; Atendimento Pós-Acidente; Engenharia; e Esforço Legal. 

De acordo com o secretário Nacional de Transportes Terrestres (SNTT), Marcello Costa, o seminário é fruto do empenho do Ministério em reduzir mortes e acidentes fatais no trânsito que envolvem, principalmente, motocicletas. “O tema ‘duas rodas’ foi escolhido por envolver um terço dos acidentes registrados no Brasil, e por serem os motociclistas os mais vulneráveis no trânsito”, explicou.

Jerry Dias, diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), ressaltou que o grande foco dos integrantes do Sistema Nacional de Trânsito (SNT) é preservar vidas, focando naqueles que são mais vulneráveis. “O Código de Trânsito traz uma grande responsabilidade para nós. Os mais vulneráveis sentem na pele as consequências de um trânsito com desafios a serem superados”, destacou. “Que os esforços desse seminário possam contribuir com o nosso foco, que é salvar vidas, e isso deve estar sempre em nossas mentes e em nossas atividades”, completou. 

CÂMARAS TEMÁTICAS – Além da elaboração da “Carta de Intenções”, os conteúdos produzidos em cada um dos cinco eixos temáticos serão compartilhados com as Câmaras Temáticas do Contran – órgãos técnicos integrados por especialistas que têm como objetivo estudar e oferecer sugestões e embasamento sobre assuntos específicos para decisões do colegiado. Essa ação segue as determinações do Governo Federal em viabilizar a participação social e tornar públicas as resoluções do Contran. 

FOTO: Fábio Araújo/Aescom MInfra

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

Referência