Operação nos aeroportos registra 95% de pontualidade durante as festas de fim de ano

Operação nos aeroportos registra 95% de pontualidade durante as festas de fim de ano

Relatório do Ministério da Infraestrutura aponta que percentual de atraso médio foi de 5,15%, abaixo dos 11,61% da alta temporada passada

O relatório final da Operação Fim de Ano 2019/2020, concluído nesta semana, mostra que o desempenho dos 16 terminais monitorados pelo Governo do Brasil ficou bem acima da meta prevista pela Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero), que é de 85%. A ação, que começou no dia 16 de dezembro de 2019 e foi até 10 de janeiro de 2020, registrou 94,85% de pontualidade nos principais aeroportos brasileiros, de acordo com o relatório do Ministério da Infraestrutura, a partir de dados fornecidos pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e operadores aeroportuários.

Na alta temporada 2018/2019, o percentual de atrasos em partidas e chegadas foi de 11,61%. Agora, baixou para 5,15% na média dos 16 aeroportos monitorados. Os percentuais mais baixos de atrasos foram registrados em Curitiba/PR (1,52%) e Brasília/DF (1,86%). Os aeroportos internacionais de Guarulhos, em São Paulo, e do Galeão, no Rio de Janeiro, por sua vez, tiveram o percentual mais alto de atrasos: 8,78% e 6,80, respectivamente.

SATISFAÇÃO DO PASSAGEIRO – Já o índice de satisfação geral dos passageiros com os aeroportos foi de 4,46, em média, numa escala de 1 (“muito ruim”) a 5 (“muito bom”). “A cada ano, temos acompanhado a evolução das operações, da estrutura e dos serviços nos aeroportos brasileiros, que estão entre os mais pontuais do mundo”, avalia o secretário Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, Ronei Glanzmann.

Entre os dias 16 de dezembro e 10 de janeiro, foram monitoradas a pontualidade dos voos e a satisfação geral dos passageiros com os aeroportos. Foram 22 dias de reforço nos serviços para atender à alta demanda do período, em um procedimento padrão acordado e alinhado anualmente entre setor público e a iniciativa privada. Além de definir compromissos e responsabilidades respectivas dos aeroportos e companhias aéreas para o período, o regime especial de funcionamento teve por objetivo manter o índice médio de atrasos e de decolagens abaixo de 15%. A meta foi atingida com folga com os 5,15% de atraso médio na alta temporada 2019/2020.

Os 16 aeroportos monitorados representam 75% do fluxo total de passageiros no país. São eles: Belém/PA, Campo Grande/MS, Guarulhos/SP, Congonhas/SP, Viracopos/SP, Galeão/RJ, Santos Dumont/RJ, Brasília/DF, Confins/MG, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Salvador/BA, Curitiba/PR, Manaus/AM, Fortaleza/CE e Vitória/ES.

Clique aqui para ver a íntegra do relatório.

 

Assessoria Especial de Comunicação

Ministério da Infraestrutura

Referência