Blog

Volume transportado de janeiro a março é 5% maior do que em 2016, mas cai 1% em relação a 2017. Oito das 12 concessionárias apresentaram alta no período

As 12 concessionárias de ferrovias do país movimentaram 122,4 milhões de tonelada úteis nos primeiros três meses de 2018. O volume é 0,88% menor do que o registrado no mesmo período do ano anterior, que teve a movimentação recorde dos últimos 12 anos do setor. De acordo com os dados publicados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o montante transportado ainda é 5,05% superior ao mesmo trimestre de 2016, como 116,5 milhões de toneladas.

Em janeiro, o setor registrou alta de 4,24%, seguida de uma queda de 6,11% em fevereiro e outra de 0,95% em março, na comparação com os mesmos meses de 2017. Contudo, 8 dos 12 operadores tiveram resultado positivo em relação ao período avaliado.

Os quatros trechos operados pela Rumo ALL – Malha Norte, Malha Oeste, Malha Paulista e Malha Sul – apresentaram crescimento no período de janeiro a março de 2018. A Malha Paulista registrou o maior acréscimo, de quase 26%. A ferrovia é responsável pelo escoamento da produção agrícola dos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo pelo Porto Santos. Já a Malha Norte, que atende o Porto Esperança (Rio Paraguai), em Corumbá (MS), até Mairinque (SP), registrou alta de 22,3%.

A Estrada de Ferro Carajás (EFC), operada pela Companhia Vale do Rio Doce entre os estados do Pará e Maranhão, também teve saldo positivo de 11,2% no período comparado. O trecho é responsável pelo transporte, principalmente de minério de ferro, que segue para exportação via Porto de Itaqui (MA). Por outro lado, a Estrada de Ferro Vitória a Minas, também controlada pela Vale, registrou queda de 14%. O trecho que tem 905 quilômetros e transporta, principalmente, o minério de ferro do interior de Minas Gerais ao Porto de Tubarão, no Espírito Santo.

Assessoria de Comunicação
Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

Referência

Justiça do Irã bane aplicativo Telegram do país para 'proteger segurança nacional' 

Aplicativo de mensagem instantânea tem mais de 25 milhões de usuários e foi usado amplamente durante protestos no início do ano.  O judiciário do Irã proibiu o popular aplicativo de mensagens instantâneas Telegram para proteger a segurança nacional, informou a TV estatal do Irã nesta segunda-feira (30). A informação é da agência Reuters.
“Considerando várias reclamações contra o aplicativo de rede social Telegram por cidadãos iranianos, e com base na demanda de organizações de segurança para confrontar as atividades ilegais do Telegram, o judiciário proibiu seu uso no Irã”, informou a TV.
A ordem de banir o aplicativo veio dias depois que o Irã proibiu órgãos governamentais de usar o app. O Telegram, que tem mais de 25 milhões de usuários diários, é a rede social mais popular no Irã, informa a France Presse.
Uso em protestos
A decisão acontece depois de uma série de polêmicas envolvendo o aplicativo, que foi usado amplamente durante manifestações contra o alto custo de vida no país no início do ano. Os protestos deixaram 21 mortos, principalmente entre manifestantes.
Durante esses tumultos, as autoridades cortaram o acesso ao Telegram e ao Instagram a partir de telefones celulares e acusaram grupos “contra-revolucionários” no exterior de usar essas redes para convocar manifestações.
Ainda, desde as grandes manifestações em 2009 contra a reeleição do ex-presidente Mahmud Ahmadinejad, Facebook, Twitter e YouTube estão bloqueadas no Irã, mas podem ser acessados via VPN.

Referência

Maia defende que Câmara vote projetos da agenda econômica

Cargos são em todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 26.125,17 no Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Pelo menos 133 concursos públicos no país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (30) e reúnem cerca de 19,7 mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 26.125,17 no Tribunal de Justiça de Minas Gerais.
CONFIRA AQUI A LISTA COMPLETA DE CONCURSOS E OPORTUNIDADES
Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.
Veja abaixo alguns dos principais concursos abaixo:
Fundação Universidade do Ceará (Funece)
Inscrições até: 02/05/18
149 vagas
Salários de até R$ 5.252,47
Cargos de nível superior
Edital
Prefeitura de Ipixuna do Pará
Inscrições até: 20/05/18
210 vagas
Salários de até R$ 5.545,61
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Edital
Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte de Goiás
Inscrições até: 06/06/18
900 vagas
Salários de até R$ 3.126,35
Cargos de nível superior
Edital
Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT 2)
Inscrições até: 22/06/18
320 vagas
Salários de até R$ 11.006,83
Cargos de nível médio, superior
Edital
Prefeitura de Sobral
Inscrições até: 29/05/18
124 vagas
Salários de até R$ 13.778,08
Cargos de nível superior
Edital
Polícia Civil de São Paulo
Inscrições até: 01/06/18
500 vagas
Salários de até R$ 3.589,86
Cargos de nível médio
Edital
Prefeitura de Santa Rita do Sapucaí (MG)
Inscrições até: 14/06/18
196 vagas
Salários de até R$ 12.629,95
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Edital
Prefeitura de Vazante (MG)
Inscrições até: 22/06/18
361 vagas
Salários de até R$ 9.000,00
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Edital
Prefeitura de Guarda-Mor (MG)
Inscrições até: 29/06/18
205 vagas
Salários de até R$ 11.443,95
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Edital
Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Inscrições até: 26/06/18
120 vagas
Salários de até R$ 26.125,17
Cargos de nível superior
Edital
Prefeitura de Bom Despacho (MG)
Inscrições até: 26/06/18
229 vagas
Salários de até R$ 2.138,73
Cargos de nível médio e superior
Edital
Prefeitura de Arcos (MG)
Inscrições até: 11/07/18
356 vagas
Salários de até R$ 3.134,49
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Edital
Prefeitura de Santa Bárbara (MG)
Inscrições até: 03/08/18
136 vagas
Salários de até R$ 15.430,50
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Edital
Conselho Regional de Medicina do Estado do Paraná
Inscrições até: 01/05/18
785 vagas
Salários de até R$ 6.669,34
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Edital
Polícia Civil de São Paulo
Inscrições até: 02/05/18
250 vagas
Salários de até R$ 9.507,77
Cargos de nível superior
Edital
Secretaria de Estado da Educação do Pará
Inscrições até: 02/05/18
2112 vagas
Salários de até R$ 1.927,37
Cargos de nível superior
Edital
Prefeitura de Pará de Minas (MG)
Inscrições até: 04/05/18
1186 vagas
Salários de até R$ 3.664,66
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Edital
Prefeitura de Fortaleza
Inscrições até: 06/05/18
2467 vagas
Salários de até R$ 9.817,37
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Edital
Prefeitura de Guapó (GO)
Inscrições até: 06/05/18
280 vagas
Salários de até R$ 5.898,25
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Edital
Polícia Militar e Corpo de Bombeiros de Sergipe
Inscrições até: 08/05/18
542 vagas
Salários de até R$ 9.236,39
Cargos de nível médio e superior
Edital
Polícia Civil do Piauí
Inscrições até: 15/05/18
350 vagas
Salários de até R$ 16.391,11
Cargos de nível superior
Edital
Polícia Civil de São Paulo
Inscrições até: 15/05/18
1400 vagas
Salários de até R$ 3.743,98
Cargos de nível superior
Edital
Polícia Militar de Mato Grosso do Sul
Inscrições até: 25/06/18
438 vagas
Salários de até R$ 7.089,13
Cargos de nível médio e superior
Edital

Referência

Aplicativo que integra game e tempo real de futebol vence a 4ª edição do hackathon da Globo


Maratona de tecnologia teve 52 participantes e durou 33 horas. ‘Fanáticos’ vencem o Hackathon 2018
A quarta edição do hackathon da Globo chegou ao fim neste domingo (29) e o grupo vencedor foi o Fanáticos.
O projeto vencedor une o aplicativo Cartola FC a transmissão em tempo real do globoesporte.com com informações sobre o game e o jogo real. Os quatro integrantes do grupo ganharam uma viagem para o Vale do Silício.
“Foi muito interessante, sou apaixonado por esporte. O processo é cansativo, mas a união do grupo foi importante. A gente dividiu bem as tarefas”, disse Cesar Souza, um dos membros do grupo vencedor.
Este ano 52 participantes divididos em 13 grupos tentam desenvolver projetos inovadores com o tema “O futuro da produção e distribuição de conteúdo no jornalismo, esporte e entretenimento”.
O segundo lugar ficou com o grupo Comenta aí e o terceiro lugar ficou com o grupo Desafio Esperança.
Equipe Fanáticos venceu o hackathon 2018 da Globo
Tatiana Regadas/G1
Veja abaixo os projetos concorrentes:
Globotalk
Faz com que o usuário interaja com o conteúdo do Globoplay e usa as redes sociais como aliadas do conteúdo.
Aproveita os dados dos usuários para gerar conteúdo personalizado a cada vez que a pessoa entrar na plataforma.
Impacto
Plataforma Globo para responsabilidade social, que integra doações do Criança Esperança com conteúdo relacionado.
Globo experience
Realidade aumentada para mostrar através do celular uma experiência de imersão na globo.
Com notificações baseadas em geolocalização, a pessoa pode explorar notícias que aconteceram ali.
Fanáticos
Grupo Fanáticos ficou com o 1º lugar do hackathon 2018
Tatiana Regadas/G1
Une o Cartola ao tempo real dos jogos de futebol da rodada no globoesporte.com. Ainda gera automaticamente cards para serem compartilhados em redes sociais.
Reaction play
Programa cria stories de reação ao conteúdos do Globoplay, compartilha nas redes sociais e ajuda a viralizar. Recebe de volta visualizações na própria plataforma.
Comenta aí
Ferramenta de agrupamento de comentários para redes sociais e transmissões ao vivo. Ranqueia os comentários mais relevantes ajudando os apresentador da transmissão e valorizando o comentarista.
Minha história
Gerar novas interações através de estímulos quando um objeto é tocado ou aproximado do celular.
Plataforma da esperança
Pacote de doação para o programa nas plataformas digitais da Globo. Fidelização através de um aplicativo em formato de game.
Detetive digital
Ferramenta que investiga fake News usando chat bot usando o banco de dados do G1.
Se a notícia não tiver sido publicada, a redação recebe um aviso.
Apurenews
Plataforma que ajuda os jornalistas na apuração, checando a origem do conteúdo vindo da web. Totalmente integrada à plataforma de publicação dos sites da Globo.
Globoplay+
Gamificação da plataforma do Globoplay. Com formato de redes sociais e integração com amigos.
Desafio esperança
App que gamifica a experiência de doar para o Criança Esperança. Usuário entra em time de famosos e realiza desafios, além de conseguir doar.
Além do lance
Levar a experiência de realidade virtual para as transmissões de futebol da Globo. Além da possibilidade do usuário ver como se estivesse no estádio, ele pode interagir pedindo informações sobre o jogo e os jogadores.
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo

Referência

União Europeia deve se defender contra medidas comerciais dos EUA, dizem Alemanha, França e Reino Unido


Líderes dos países disseram que UE está pronta para se defender dentro da estrutura da ordem multilateral do comércio. Os líderes de Alemanha, França e Reino Unido pediram neste domingo (29) que o governo dos Estados Unidos não imponha medidas comerciais unilaterais contra a União Europeia.
A chanceler Angela Merkel, o presidente Emanuel Macron e a primeira-ministra Theresa May concordaram, durante uma teleconferência, que a União Europeia deve defender seus 28 Estados-membros de quaisquer tarifas punitivas dos Estados Unidos com base em regras de internacionais multilaterais.
“Eles concordaram que os EUA não devem adotar medidas comerciais contra a União Europeia, ou a União Europeia estará pronta para defender seus interesses dentro da estrutura da ordem multilateral do comércio”, disse um porta-voz do governo alemão em comunicado.
Angela Merkel e Donald Trump em entrevista coletiva na Casa Branca
REUTERS/Kevin Lamarque
Os EUA impuseram tarifas de importação de 25% sobre o aço e 10% sobre o alumínio em março, mas concederam isenção temporária até 1º de maio para a União Europeia. O presidente Donald Trump decidirá então se tornará a isenção permanente.

Referência

Imposto de Renda 2018: a 2 dias do fim do prazo, quase 5 milhões ainda não entregaram declarações


Último dia para entrega da declaração é segunda-feira (30). Até a tarde deste sábado, 23,9 milhões de contribuintes (83%) entregaram a declaração do IR 2018, segundo a Receita Federal.
Ilustração: Karina Almeida/G1
A dois dias do fim do prazo de entrega das declarações do imposto de renda – segunda-feira (30) é o último dia –, 4,89 milhões de contribuintes ainda não fizeram suas declarações de Imposto de Renda, segundo dados da Receita Federal. Esse número representa 17% do total de contribuintes (um em cada seis).
SAIBA TUDO SOBRE O IMPOSTO DE RENDA 2018
Baixe o programa da Receita para preencher a declaração
De acordo com a Receita Federal, até a tarde deste sábado (28), 23,91 milhões de contribuintes entregaram suas declarações. A expectativa da Receita é receber 28,8 milhões de declarações.
Segundo a Receita, os contribuintes que perderem o prazo estarão sujeitos ao pagamento de multa de, pelo menos, R$ 165,74. O valor máximo a ser cobrado para quem não declara é de 20% do imposto devido.
Imposto de Renda: veja passo a passo como fazer a declaração
Quem deve declarar?
Deve declarar o IR neste ano quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2017. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano passado.
Contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;
Quem obteve, em qualquer mês de 2017, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
Quem teve, em 2017, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;
Quem tinha, até 31 de dezembro de 2017, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
Quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês do ano passado e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro de 2017.
Simplificada
Quem optar pela declaração simplificada abre mão de todas as deduções admitidas na legislação tributária, como aquelas por gastos com edudação e saúde, mas tem direito a uma dedução de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, limitada a R$ 16.754,34, mesmo valor do ano passado.

Referência

Hackathon 2018: Conheça os projetos dos grupos da maratona de tecnologia


São 13 grupos participando do desafio da Globo; o objetivo é fazer um projeto inovador com o tema ‘O futuro da produção e distribuição de conteúdo no jornalismo, esporte e entretenimento’. Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Começou neste sábado (28) o Hackathon da Globo. A maratona de 33 horas tem como objetivo fazer um projeto inovador com o tema “O futuro da produção e distribuição de conteúdo no jornalismo, esporte e entretenimento”.
São 13 grupos de quatro pessoas dedicados a trabalhar em áreas como combate à notícias falsas, novas maneiras de interação com o público, uso do Globoplay e até ajudar a campanha do Criança Esperança.
AO VIVO: acompanhe a cobertura em tempo real do hackathon da Globo
Veja abaixo todos os projetos:
Grupo 1: Criar uma plataforma única de responsabilidade social da Globo que seja encarada como algo em que você tem seu perfil, usando o maquinário da Globo para impulsionar o Criança Esperança.
Grupo 2: Criar um sistema para o Gshow que aumente a interação das lives. Classificando comentários para serem melhor aproveitados por quem está apresentando. E devolver isso para o usuário criando um ranking de “bons comentaristas”.
Grupo 3: A ideia é desenvolver um programa que ajude os jornalistas na apuração, checando a origem do conteúdo vindo da web.
Grupo 4: Gamificação do Globoplay com um sistema de recompensas, que te mostra o que seus amigos estão curtindo e assistindo na plataforma.
Grupo 5: Projeto quer tentar unir a competição do Cartola FC, do Globoesporte.com, com a emoção de acompanhar os jogos em tempo em real.
Grupo 6: Quer desenvolver um app que usa sua localização para te levar informação do conteúdo da Globo. Se uma cena de novela aconteceu em um lugar que você está, se você está em algum lugar onde um fato marcante ocorreu, o aplicativo te avisará com a informação.
Grupo 7: Projeto quer mudar a maneira como a pessoa assiste futebol. Levando imersão com a escolha do que a pessoa quer ver em um jogo de futebol. Usando a realidade virtual para dar a sensação de que a pessoas está na arquibancada. Além disso, levar estatísticas do jogo à tela da realidade virtual.
Grupo 8: Quer desenvolver um robô responsivo para o Messenger do Facebook para checagem de notícias usando o G1 como base de dados. O leitor pode enviar um link para o robô através do chat e perguntar se a notícia é verdadeira. Caso não tenha nada sobre o assunto no G1, o robô avisa a redação, que pode checar a informação.
Grupo 9: Quer gamificar a experiência de campanha do Criança Esperança usando perfis dos famosos, que vão mobilizar seus seguidores em prol da campanha.
Grupo 10: Criar uma plataforma semelhante ao formato de stories para o Globoplay em que as pessoas podem compartilhar nas redes sociais conteúdo da plataforma. A ideia é trazer engajamento e viralizar conteúdo que as pessoas nem sempre têm acesso.
Grupo 11: Criar uma plataforma onde os usuários consigam interagir com os produtos da Globo/Globoplay comentando o conteúdo que eles estão vendo em um chat ou até em redes sociais sem precisar sair da plataforma.
Grupo 12: Quer construir sensores que servirão como gatilhos de interação com o conteúdo de esporte da Globo. Com uso de inteligência artificial, o usuário pode interagir fazendo perguntas e ao mesmo tempo ajudando a criar conteúdo.
Grupo 13: A ideia é criar um aplicativo que conecta o universo Globo ativamente com o Criança Esperança, usando todos os benefícios para aproximar o usuário que doa para o programa. A pessoa poderá conhecer melhor cada projeto através do app e ganhar algum benefício extra além da doação.
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo
Hackathon 2018: 13 grupos participam de desafio da Globo em maratona de tecnologia
Richard Duchatsch Johansen/ Globo

Referência

Hackathon 2018: Começa maratona de tecnologia da Globo


Empresa promove maratona de 33 horas com programadores; vencedores ganharão viagem ao Vale do Silício. Tiago Leifert gravou um vídeo exibido para os 52 participantes do Hackathon
Portal G1
Começou neste sábado (28) a 4ª edição do Hackathon da Globo. O evento reúne 52 programadores em uma maratona de 33 horas para um desafio que acontece na casa do “Big Brother Brasil”.
AO VIVO: acompanhe a cobertura em tempo real do hackathon da Globo
Os participantes se dividirão em 13 grupos de quatro pessoas com o objetivo de fazer um projeto inovador com o tema “O futuro da produção e distribuição de conteúdo no jornalismo, esporte e entretenimento”.
No início da manhã, os participantes entraram na casa, onde a apresentadora Fernanda Gentil deu as primeiras orientações e ajudou a formar os grupos.
Uma feira de tecnologia foi montada no jardim para fornecer diferentes tipos de acessórios tecnológicos aos participantes.

Referência

Fujifilm volta a renegociar fusão com Xerox e discute preço mais alto


Negócio de US$ 6,1 bilhões está sendo rediscutido depois que a empresa norte-americana foi pressionada por investidores. Logo da Xerox em prédio da empresa na cidade de Minsk, na Bielorrússia
Reuters/Vasily Fedosenko/File Photo
A empresa japonesa Fujifilm Holdings e a norte-americana Xerox reabriram as negociações de sua fusão de US$ 6,1 bilhões e estão discutindo um preço mais elevado depois que a Xerox, sob pressão dos maiores investidores, pediu para renegociar os termos.
Uma porta-voz da Fujifilm disse que as empresas reabriram as negociações sobre os termos e condições do acordo. A Xerox confirmou as negociações com a Fujifilm sobre um potencial aumento da compensação a ser recebida pelos acionistas da Xerox.
“É verdade que recebemos uma solicitação de renegociação da Xerox”, disse a Fujifilm, uma empresa de câmeras e fotocopiadoras, em comunicado.
Xerox negocia acordo com japonesa Fujifilm, diz WSJ
A fusão proposta sofre a oposição de dois dos principais acionistas da Xerox, Carl Icahn e Darwin Deason, que disseram que o acordo subestima dramaticamente a Xerox.
Icahn e Deason, proprietários de 15% da fabricante de impressoras e copiadoras dos Estados Unidos, consideram a estrutura do acordo “torturoso, complicado”.
Uma fonte separada próxima à situação disse à Reuters na quinta-feira que a Xerox e Fujifilm estão discutindo o aumento da contrapartida financeira para os acionistas da Xerox.
Buscando uma base mais firme em meio à menor demanda por impressão de escritório, a Xerox e a Fujifilm fecharam um acordo sob o qual a joint venture existente de cinco décadas, a Fuji Xerox, compraria de volta a participação de 75% da Fujifilm no empreendimento. A Fujifilm compraria então 50,1% das novas ações da Xerox.
Icahn e Deason sugeriram a remoção da administração atual da Xerox e a monetização da propriedade intelectual da empresa em impressão digital e outros negócios, entre outras soluções.
Icahn e Deason não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

Referência