Europa quer que grupo de países mais ricos priorizem impostos sobre gigantes da internet

Europa quer que grupo de países mais ricos priorizem impostos sobre gigantes da internet

Europa quer que grupo de países mais ricos priorizem impostos sobre gigantes da internet


Taxação deve mirar empresas como Amazon, Google e Facebook. Autoridades discutem implementação do imposto ainda este ano. Um ativista protesta usando uma máscara do fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, um saco de dinheiro e o cartaz que diz ‘Me taxem’, em frente à sede da União Europeia em Bruxelas, na Bélgica, aproveitando a reunião de ministros de Finanças do grupo
Yves Herman/Reuters
A Europa quer que os integrantes das principais economias do mundo tornem como prioridade neste ano um acordo global para taxação de gigantes da internet, como Google, Amazon e Facebook, segundo documento do bloco.
Ministros de Finanças e presidentes de bancos centrais do G20 se reunirão em 22 e 23 de fevereiro em Riad para discutir, entre outras questões, o trabalho da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) sobre regras tributárias.
“Precisamos dar a mais alta prioridade para encontrarmos soluções globais para taxação da economia digital” afirma documento que ressalta a posição de todos os membros da UE, mais o Reino Unido, que deixou a UE no mês passado.
Políticos europeus, que buscam recursos para combater mudanças climáticas e diminuir diferenças de renda entre os 27 países do bloco, estão irritados com o fato de que uma companhia como o Google, que tem receita anual de mais de US$ 160 bilhões, tenha uma carga tributária efetiva de um dígito sobre o resultado fora dos Estados Unidos.
Google divulga faturamento publicitário do YouTube pela primeira vez
A OCDE quer alcançar um acordo sobre os detalhes da tarifa digital até o início de julho e quer um acordo completo em vigor até o final deste ano, como forma de evitar uma escalada nas tensões sobre o assunto.
A UE tem afirmado que se não houver um acordo no G20, os 27 países do bloco vão criar um sistema próprio de tarifação do setor.

Referência